Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jovem À Rasca

O Blog: Se fosse comida era uma tosta mista, com fé de se tornar Francesinha. Se fosse desposto era xadrez, com fé de se tornar futebol. Se fosse bebida era água com gás, com fé de se tornar um mojito.

Jovem À Rasca

20
Abr18

Anti-social + casa de estudantes = ?

Jovem à Rasca

Vou-vos contar uma história...

Era uma vez uma rapariga que ao longo dos seus 22 anos de vida desenvolveu bastantes competências para poder viver em sociedade. Desde as básicas - mijar dentro da sanita, mudar de roupa, tomar banho, até às mais especificas, como por exemplo não lamber a colher e depois voltar a por na panela ou não cortar as unhas na sala de estar. 

Mas houve uma que ela não conseguiu aprender: socializar! Opa nunca foi boa, já tentou várias vezes, mas tinha duas amigas, algumas primas e chegava-lhe para viver. Nunca se tinha dado conta do quão fundamental era conseguir ter uma conversa com alguém que não conhecesse muito bem. 

Se calhar muitos até se podem identificar com esta rapariga, eu posso, até porque ela sou Eu. 

A história começa quando ela teve a brilhante ideia de emigrar. Atenção que não foi um emigrar qualquer, não... se fosse, se calhar não havia história. Ela quis emigrar para a Holanda, mas antes tinha que passar 3 meses em Espanha, numa casa com mais 10 pessoas.

Apresento-vos os meus colegas de vida (ps- não vou usar os nomes verdadeiros, porque este blogue é altamente famoso e claramente vai chegar à Espanha e à Itália...): 3 espanholas, 1 espanhol, 4 italianos, 1 italiana e 1 português. 

 

Como é essencial que não haja negatividade nesta aventura, comecemos pelo melhor:

Espanhola Abraços, a distribuidora de abraços pelo grupo. Muito bem disposta, muito faladora e muito porreira. Nos inícios quando eu estava sozinha, era ela que vinha socorrer-me e dizer que se precisasse de alguma coisa era só dizer. Ri-se e sorri-me e é quem me faz sentir, por vezes, que não me estou a sair mal, que gostam de mim e que está tudo bem.

 

Espanhola Roja (têm de ler o 'roja' como espanhóis), tem cabelo vermelho. Atenção aqui - esta é o meu objetivo e noutro texto explicarei o porquê. Para já a única coisa importante a reter é que não me liga muito. Um pouco mais tímida que as outras, um pouco menos extrovertida, mas carente. Para criarem uma imagem, diria para pensarem, numa punk com um sorriso tímido. 

 

Espanhola Morena, é morena. Amiga da Abraços, são a dupla perfeita. Sempre prontas a vir ter comigo, esta já com não tantos sorrisos, nem tanto esforço (e ninguém a pode culpar...). Um sentido de humor mais negro, mas qualquer coisa que alguém precise, pode recorrer e recebe um sorriso.

 

Espanhol Pollo, está sempre a comer frango. Um rapaz muito, muito amoroso e risonho. Sempre que me vê, faz-me uma festa e tem sempre um "Márgáridá" para me gritar. 

 

Italiano Chef, o típico. Aquele que mexe as mãos italianas para te dizer que hoje está fresco. Muito simpático e prestável, mas tímido e fala pouco inglês, zero português, logo é difícil comunicar. Chef porque tem um curso de cozinha, portanto quando é ele que está de serviço, é um bom dia em termos culinários. 

 

Italiano Delicado, adquiriu o nome porque tem o corpo mais delicado que eu já vi. Pele castanho dourado, pelos dourados e poucos, mãos e dedos compridos e unhas perfeitas. Portanto o corpo perfeito que todas as mulheres querem... Um excelente rapaz, sempre pronto a ajudar e com um sorriso ou uma gargalhada para oferecer. 

 

Italiano Pai, é grande, é adultissimo. O chefe da casa praticamente. Mete-se comigo, mas não sei se é o inglês dele que o faz rude, ou se é simplesmente a maneira de ser. Tenta ser simpático (acho eu), mas às vezes a mensagem não é muito bem recebida.

 

Italiano Novo, o que chegou por último. Também simpático, mas o inglês é zero e torna impossível comunicar (não que adiantasse de muito...), mas muito sorridente, um pouco gozão, muito bem disposto e extrovertido.

 

Italiana Morna, e tem este nome porque apesar ela tente, não me dá nada, ou seja, é simpática e até é quem fala mais comigo, mas não me desperta interesse. Isso será aprofundado num dos próximos textos. Só é preciso que saibam que é muito simpática, fala inglês, mas não dá...

 

Português Tuga, há muitos outros nomes que lhe podia chamar, mas para ser simpática, ficamos-nos por este. Um tuga do Norte, muito extrovertido (com os outros), fala alto, quando entra numa sala, todos sabem que ele entrou e recusa-se a não ser ouvido. Está aqui para causar uma impressão, seja ela boa ou má. Mas só com os outros... 

 

Uma anti-social, 3 idiomas diferentes, ambiente estranho = receita perfeita para 3 meses de ansiedade social.

 

 Por hoje ficamos por aqui.

Se a história vai ter um final feliz?
Não sei, ainda só estou aqui há uma semana e 5 dias, mas posso-vos já adiantar que se disse no total 100 palavras já foi muito...

 

Sobre mim

O Blog: Se fosse comida era uma tosta mista, com fé de se tornar Francesinha. Se fosse desposto era xadrez, com fé de se tornar futebol. Se fosse bebida era água com gás, com fé de se tornar um mojito.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D